- Che Guavira - sítio literário

terça-feira, 3 de maio de 2016

Injustiça social
O sítio http://bartolomeu40.blogspot.com.br/ é antigo e o maior direcionador de visitante àqui.
Bartolomeu e esposa abriram uma seção de venda de tapuer pra driblar a dificuldade econômica que estão passando. Agora tem lá uma rifa. Quem puder ajudar, não deixar de escolher um item.
Bartolomeu já teve AVC, tenta se aposentar e não consegue. Seu dilema é essa necessidade e não ser admitido em emprego por ter passado dos 40 anos. Disse:
Em meu caso, além da incapacidade (física e mental), tem também o fator idade (quase 61 anos), que pesa muito. Pessoas acima de 40 anos e sadias já têm dificuldade no mercado de trabalho, imaginem pessoas com mais de 60 e doente, ainda por cima. Se tivesses uma empresa empregarias alguém nessa condição? Acho que não. Né?
Já vi tantos casos de pessoa com direito a se aposentar e não consegue. Os que abusam desse direito estão tomando o lugar dos verdadeiros merecedores.
Fica uma lacuna de 25 anos: A faixa 40–65. Derrubaram a velha prática de limite de idade pra concurso mas na prática a lei não pegou. Ninguém chama nem aceita nessa faixa. A pessoa fica no limbo porque não pode trabalhar nem se aposentar. Como aconteceu quando Marilu Guimarães foi prefeita aqui. Tinha mania de fazer rua mão-única. Sorte que não foi governadora. Já pensou as rodovias mão-única? Quando saiu começaram a reverter a trapalhada (Nem tudo, porque os padres gostaram do trecho mão-única na área do colégio Dom Bosco e antiga FUCMT). Então apareceu uma rua que era contramão nos dois sentidos!
Qual solução presse triângulo de penrose?
Criogenizar o sujeito até chegar à idade adequada?
Dia desses fui comprar um cotovelo de cano pro tanque do quintal. A dona da Italar, casa de material pra construção, comentou que não se consegue mais achar alguém pra esses pequenos serviços porque o governo dá bolsa-isso, bolsa-aquilo, e por isso ninguém mais quer prestar serviço, vivendo da bolsa. Disse:
— A pessoa diz Pra quê trabalhar?, se ganho a bolsa ficando em casa.
Que loucura!

Já que citei triângulo impossível: O triângulo de penrose e todas aquelas figuras impossíveis, ilusão ótica, são parte da matemática artística. Só podem existir em imagem, impossíveis na realidade, porque constituem erro de perspectiva ao elaborar o desenho.
Perspectiva é a técnica pra enganar o cérebro, dando a uma figura bidimensional a ilusão de ser tridimensional, 3D.
Todo 3D que temos, inclusive do cinema, não é 3D, é perspectiva. 3D de fato seria uma tela consistindo num cubo ou paralelepípedo, onde os pontos de imagem se distribuíssem no espaço e não só no plano como nas telas atuais. Essa tecnologia ainda não existe.
Creio que esse tipo de construção matemática sofista é a explicação, por analogia, ao caso do tetranêutron, a partícula que não deveria existir, pois os modelos matemáticos a proíbem, mas foi encontrada.
Se existe é porque há erro na formulação matemática, pois paradoxo não existe.



Um comentário:

  1. O que acontece com o Bartholomeu é muito parecido com o que aconteceu com meu pai, que passou um perengue danado pra se aposentador por invalidez aos 62 anos - tres anos antes da aposentadoria de fato que era aos 65. Vivia internado, era claro que não podia trabalhar. Finalmente saiu a aposentadoria. Mas tarde demais. Hoje com 66 anos está com cancer terminal, muito dificilmente passa desse ano. No Brasil a média de vida do homem é de 67 anos, no entanto ele tem só pode se aposentar aos 65. Agora o novo "presidente" quer estender pros 70 anos, pro brasileiro morrer trabalhando de uma vez.

    Ironicamente as mulheres que tem expectativa de vida muito maior - 72 anos - podem se aposentar atualmente antes (aos 60). Faz algum sentido? E será que não vivem mais que os homens porque podem se aposentar antes, ao invés de serem forçadas a trabalhar até a morte?

    ResponderExcluir

@templatesyard