- Che Guavira - sítio literário

terça-feira, 19 de julho de 2016

Enviado por Márcio Rodrigues

Coleção de cartão-postal de Joanco

 
 
 
 
 
 

 
 
É de lascar!
Faz tempo que eu não ria tanto, até quase doer a barriga, desde aquela da mamografia via satélite, em português (Mamografía vía satélite, em castelhano). Tá difícil escrever esta matéria. É lembrar e rir mais.
Jornalista não é ruim só em gramática. É por isso que são contra diploma pra jornalista.
Imagines o casal de apresentadores do jornal Hoje, Sandra Annenberg e Evaristo Costa (aquele casalzinho simpáaaaatico da mídia manipuladora) anunciando a chegada a Júpiter da nave tripulada Juno, com heróicos astronautas largando a família pra viajar 6, 7, 8 anos pro bem da humanidade.
Pois foi o que fizeram os apresentadores peruanos Mariella Patriau e Armando Canchaya (Se os apresentadores estão assim, imagines o público!):
Publicado em 05.07.2016
Jornalistas da RPP acreditam que a sonda Juno é tripulada por astronautas
Erro de jornalistas sobre astronautas encerrados durante 5 anos virou epidemia no iutube. dois jornalistas dum canal de TV peruano passaram um vexame ao informar que uma tripulação permanece encerrada num artefato enviado a Júpiter pela NASA.
Os protagonistas do incidente ao vivo foram os apresentadores da RPP TV Armando Canchaya e Mariella Patriau, informando que a sonda de Juno, equipe da NASA, chegara à órbita de Júpiter após 5 anos de viagem e que agora seria no veículo que mais se aproximou do gigantesco planeta gasoso, pra decifrar os enigmas e descobrir mais sobre a origem do sistema solar, como se vê na imagem do iutube.
O jornalista Armando Canchanya começou a apontar:
— Então estão encerrados ali há 5 anos.
A jornalista Mariella Patriau continuou, como se ouve na nota captada no iutube:
— Essas pessoas se separam da família durante anos e anos. Isso é o que nos chega através dessa nave mágica tripulada por gente heróica. Pois sacrificar a vida familiar ou pessoal pra viajar ao redor de planetas desconhecidos durante 6, 7, 8 anos, em prol ao conhecimento mundial é realmente um heroísmo.
Depois do erro a produção os avisou que a nave não é tripulada e os jornalistas corrigiram o erro diante das câmeras. Mas o momento já fora captado pelos usuários, e difundido no iutube.
Periodistas de RPP creen que la sonda Juno es tripulada por astronautas
Error de periodistas sobre astronautas encerrados durante 5 años se hizo viral en YouTube. Un bochornoso momento vivieron dos periodistas de un canal de TV nacional al informar que una tripulación permanece encerrada en un artefacto enviado por la NASA a Júpiter.
Los protagonistas de este incidente en vivo fueron los presentadores de RPP TV Armando Canchaya y Mariella Patriau, quienes informaron que la sonda de Juno, equipo de la NASA, llegara a la órbita de Júpiter tras 5 años de viaje y que ahora se convertiría en el vehículo que más se aproximó al gigantesco planeta gaseoso, para descifrar los enigmas y descubrir más sobre el origen del sistema solar, como se ve en imagen de YouTube.
Comenzó a señalar el periodista Armando Canchanya:
Entonces estuvieron allí encerrado 5 años.
Continúo la periodista Mariella Patriau, como se escucha en la nota captada por YouTube:
Esas personas se separan de sus familias, años de años. Esto es lo que esta nos llega a través de esa nave mágica tripulada por gente que es héroe. Pues sacrificar la vida familiar o personal para viajar alrededor por planetas desconocidos durante por seis, siete, ocho años, en pro del conocimiento mundial es realmente una heroicidad.
Después de el error, la producción les avisó que la nave no estaba tripulada y los periodistas corrigieron el error ante las cámaras. Sin embargo, el momento ya fuera captado por usuarios, y difundido en YouTube.
Num programa de tevê o chileno Salfate, rodeado por belas modelos, explicava o caso do misterioso e desconhecido satélite Cavaleiro negro (no minuto 16), que seria uma mensagem dalgum extraterreno num passado cósmico:
— […] e colocaram essa mensagem, pra caso alguém o localizar já saber aonde ir.
E uma das moças (outra mariella, hehehe):
— E por quê não foram?
— Impossível. Nossa tecnologia…
— Como não?
— Não dá. Com a tecnologia atual demoraríamos, digamos, 50 mil anos pra chegar até lá.
Quando se entra numa página internética, blogue, etc, é uma dificuldade muito grande pra localizar o país. Diz tipo assim A situação nacional. Nacional donde? Se esquece de que estamos em internete, rede global. Não é mais o jornal impresso comprado na banca da esquina.
Se entro numa página que fala sobre o carnaval da cidade tal, não sei se fica na Colômbia, Argentina, Espanha, México, Nicarágua… Fuço na página toda e não acho referência ao país. Faz uma baita promoção do carnaval local mas se alguém quiser ir terá de pesquisar em buscador pra saber onde fica a tal cidade! Mesma coisa aqui. Entro numa página, prefeitura da cidade tal. Mas em qual estado fica? São Paulo, Rio de Janeiro, Sergipe?
Como quem contribui com relato, fantasmagórico ou não, àlguma página. Não situa no tempo nem no espaço. Não diz quando, onde. A coisa fica muito no limbo.
O pior são os de culinária.
Uma lata de leite condensado.
Pra nós é muito familiar. Mas e noutro país? E num futuro remoto? Não saberão se é uma latinha do tamanho dum tubinho de esmalte ou duma latona de tina pra parede.
Uma colher disso e daquilo.
Colher-de-chá, colher-de-sopa?…
Nos primórdios da internete catei umas receitas de vinho caseiro em inglês. Vinho de amora, etc. Que dificuldade pra entender as medidas. Isso quando não resolvem usar abreviação, que é uma mania de dicionarista, o que eleva a confusão ao quadrado. Escreves SP, RJ, etc, e achas que todo mundo sabe que é São Paulo, Rio de Janeiro, etc, mas quando aparece estado ianque em sigla assim também, pára a novela! e vai pesquisar.
Antes eu era contra o pessoal escanear gibi com menos de 7 anos da publicação. Não sou mais. Vejamos o exemplo de Campo Grande. Já não estamos mais nos anos 1970, quando um capítulo duma telenovela era exibido com mais de mês de atraso na tevê. Dos gibis que são lançados chega àqui um e outro. Só ponta-de-estoque. Se vemos a propaganda dum lançamento noutro gibi, podemos procurar o tempo que for. Nunca chega à cidade.
E as editoras que reclamam de direito autoral mas não imprimem a data de publicação na ficha técnica.
E vejas esta. Quem seria a famosa babusca gravada filmando a morte de presidente Kennedy:
Sabias que há uma mulher que viu o que aconteceu ao presidente de Eua em 22.09.1963 na primeira fileira e que pertenceria a uma das famílias mais importantes do mundo? O quê fazia ali e quem era? Não percas este videoprograma no qual abordaremos um dos enigmas mais importantes de todos os tempos.
¿Sabías que hay una mujer que vio lo que le ocurrió al presidente de Eua en 22.09.1963 en primera fila y que pertenecería a una de las familias más importantes del mundo? ¿Qué hacía allí y quién era? No te pierdas este videoprograma en lo cual abordaremos uno de los enigmas más importantes de todos los tiempos.
Outro artigo é de que Bolaños (seriado Chaves) seria mação, que o sucesso seria devido a um pacto satânico.
Chaves pode estar longe de ser ruim, mas é de se pensar sucesso tão estrondoso.
Muito provável, pois o sistema só permite o sucesso dos seus ou dos que servem pralgum uso.
Tantos desenhistas de talento são ignorados, enquanto medíocres, que não sabem desenhar, muito menos pintar, como Picasso, são elevados à categoria de grande sumidade, considerados gênios, etc.
Outra matéria interessante:
Grandes atores famosos recentemente saíram a público pra denunciar injustiças que há anos pareciam improváveis. O quê está acontecendo? Falamos sobre pederastas, máfias, e graves injustiças sociais e elitistas… Os protagonistas são atores do calibre de Robert de Niro.
Grandes actores famosos salieron recientemente a la palestra para denunciar injusticias que hace años parecían improbables. ¿Qué está pasando? Hablamos de pederastas, mafias, y graves injusticias sociales y elitistas... Los protagonistas son actores del calibre de Robert de Niro.
O apresentador disse que o grande mal é o excesso de obediência (a obediência bovina). Não se trata de pregar anarquia mas a passividade total também é um mal. São extremos opostos.
Outros vídeos dissecaram a descarada cerimônia satanista na inauguração dum túnel de São Gotardo, na Suíça.


Nenhum comentário:

@templatesyard