- Che Guavira - sítio literário

sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Interessante relato sobre monumentos a Guia Lopes e Antônio João no Pão-de-açúcar, Rio de Janeiro. Fascinante faceta desconhecida da história ou tipo histórias que não estão na história
Não resisti a comparar o guarda no parque de Medelim, que foi desfiando todo o histórico do monumento naquela praça. Parecia um professor. Que contraste com o carioca relatado na conexão acima!
Precisamos abandonar essa mentalidade tipo não babou está aprovado. Todas as profissões são importantes e merecem capacitação. Qualquer guardinha, mesmo um flanelinha, passa ao turista alguma imagem sobre a mentalidade local.
Era o agente quem deveria informar a turista:
— Vejas, moça: Ali tem um monumento muito interessante sobre nossa história. Aposto que não conheces.
A gente imagina se não fosse a Farc atrapalhando, como estaria o bem-estar colombiano. Mas, quem-sabe?, pode ser essa a causa. A guerrilha é algo que preocupa, angustia muito o colombiano. Talvez seja por causa desse fator de incerteza que o pessoal se una e se empenhe.
O Brasil é vítima de excesso de estabilidade, um filho mimado de Portugal. Estabilidade em demasia leva so comodismo e estagnação.
É o que aconteceu com a Bahia. De tão cantada e decantada virou aquela coisa bizarra mais pra Madonna que pra cultura popular. Foi só com árdua campanha de conscientização que se conseguiu descontaminar o carnaval corumbaense da praga pseudo-carnavalesca de trio-elétrico.

Nenhum comentário:

@templatesyard